Independente da área de atuação, toda empresa precisa se preocupar com a segurança do trabalho para garantir o bem-estar dos seus colaboradores. E quando o assunto é a segurança laboral, o treinamento de brigada de incêndio é um fator que não pode ser negligenciado. 

A formação de um grupo especializado nessa área é capaz de diminuir os riscos de um incêndio e garantir que mesmo que um aconteça, as atitudes corretas serão tomadas. No entanto, para contar com essa tranquilidade, é imprescindível preparar uma equipe com o treinamento de brigada de incêndio adequado para executar essa tarefa. 

Pensando nisso, elaboramos o artigo de hoje com tudo (ou quase) que você precisa saber sobre o treinamento de brigada de incêndio. Ficou curioso? Então, continue a leitura!

O que é uma brigada de incêndio? 

Uma brigada de incêndio tem como principal objetivo a prevenção e o combate de incêndios. O grupo, formado por colaboradores, atua na identificação de fatores que possam causar fogo, além de treinar para combater o incêndio caso ele ocorra. 

O treinamento de brigada de incêndio deve ser feito por um técnico, por um engenheiro de segurança do trabalho ou até mesmo por um bombeiro. Vale ressaltar que a participação em uma brigada de incêndio deve acontecer de forma totalmente voluntária. Com isso, o colaborador deve estar ciente de todos os perigosos e assumir os riscos legais que envolvem a atividade. 

Além disso, é imprescindível que esses colaboradores estejam sempre na empresa, para que possam garantir o suporte necessário o quanto antes.

A brigada de incêndio também é responsável por esquematizar a inspeção geral de todos os equipamentos de combate a incêndio. Por isso, é imprescindível que todos os brigadistas tenham capacitação para atuar de modo eficiente para prevenir e combater os incêndios. Além disso, eles devem conhecer todos os métodos de primeiros socorros para lidar em casos de emergência. 

Como é formada a brigada de incêndio?

Normalmente, a brigada de incêndio é formada por funcionários fixos da empresa, que exercem suas atividades dentro das instalações. O número exato de brigadistas é estabelecido pela legislação de cada estado. 

A equipe de brigadistas de incêndio deve ser composta por: um chefe, um coordenador geral, os líderes e os brigadistas. Respeitando a hierarquia, em que acima dos brigadistas estão o líder, o chefe e, por fim, o coordenador geral. 

Para definir a ocupação desses cargos, é indicado que a empresa realize um processo de seleção interna entre os voluntários para a brigada de incêndio. 

Quais as principais ações da brigada de incêndio?

A brigada de incêndio atua para promover o treinamento esporádico de toda a equipe de funcionários para lidar da forma adequada em caso de incêndio. Dessa forma, a brigada deve auxiliar nas evacuações de emergência e na fiscalização interna das instalações e dos equipamentos de segurança da empresa.

Além disso, atua em conjunto com a CIPA na fiscalização dos potenciais riscos de incêndio, como as instalações elétricas do local. Uma dica importante é: crie um mapa de riscos para facilitar o trabalho da brigada de incêndio. 

Por último, mas não menos importante, a brigada de incêndio deve estar capacitada para prestar primeiros socorros caso algum colaborador precise de assistência. 

Quando é necessário o treinamento da brigada de incêndio? 

Toda empresa deve se preocupar com a segurança no ambiente de trabalho e a integridade física dos seus colaboradores. No entanto, a obrigatoriedade do treinamento de incêndio acontece apenas para empresas que têm mais de 20 funcionários. 

Por isso, algumas empresas de pequeno porte estão isentas desta regra. No entanto, as regras para treinamento e manutenção da brigada de incêndio podem variar de acordo com o estado onde a empresa está situada. 

Em algumas cidades, independente do número de funcionários, a empresa deve capacitar uma equipe para atuar como brigada de incêndio, seguindo instruções do Corpo de Bombeiros. 

Dessa forma, o técnico de segurança do trabalho deve estar atento e consultar as regras do estado onde a empresa está instalada. Após comprovar a obrigatoriedade, também é imprescindível seguir a Norma Regulamentadora nº 23, que estabelece as principais diretrizes sobre o treinamento da brigada de incêndio. 

A Instrução Técnica 17/2014 é responsável pelas condições mínimas para criar uma brigada de incêndios, como por exemplo:

  • a composição mínima da brigada de incêndio;
  • as regras para a formação da equipe; 
  • a implantação e manutenção do treinamento da brigada de incêndio; 
  • a quantidade adequada de bombeiro civil em edificações e áreas de riscos.

É importante ressaltar que a NR-23 estabelece que todo local de trabalho deve ter: proteção contra incêndio, rotas de fuga e equipamentos para combater o fogo. Por isso, além de consultar as legislações, é recomendado estudar a NBR Nº 14.276, que determina os aspectos mínimos para a criação da brigada de incêndio. 

Por que oferecer treinamento de brigada de incêndio? 

Treinar os colaboradores para atuarem em uma brigada de incêndio representa mais que cumprir as leis. Por isso, ao oferecer o treinamento adequado, a empresa demonstra sua preocupação com a qualidade de vida e bem-estar de seus funcionários. 

E os benefícios não para por aí, o treinamento de brigada de incêndio também garante: 

  • identificação e sinalização das rotas de fuga; 
  • análise e avaliação dos riscos de incêndio;
  • informação e orientação para os colaboradores e possíveis visitantes; 
  • elaboração de simulações e exercícios;
  • qualificação para combate ao incêndio. 

O combate ao incêndio se caracteriza no ato de extinguir todas as chamas e evitar a proliferação do fogo. Além disso, auxilia na evacuação da empresa, garantindo a segurança de todos que estão no ambiente.

Como você pode perceber, a brigada de incêndio deve ser capaz de orientar todas as pessoas que estejam na empresa e acionar o corpo de bombeiros, caso necessário. Além disso, deve desenvolver ações e estratégias para garantir a segurança e a integridade física das pessoas em perigo, seguindo as orientações passadas no treinamento. 

Chegamos ao fim do nosso guia sobre a importância de se realizar o treinamento de brigada de incêndio nas empresas. No entanto, é importante ressaltar que essa é apenas uma das várias medidas responsáveis por garantir a segurança e a integridade física dos colaboradores. 

Se você quer continuar aprendendo sobre a segurança do trabalho, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber conteúdos completos como este! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *